CompraZen
Meditação, yoga e bem-estar
COMPORTAMENTO
06.07.2021
CompraZen
Olhar-se
COMPARTILHAR

 

A expressão “não ter necessidade é divino”, de Sócrates, destaca-se particularmente bela e significativa; diz praticamente tudo sobre a dinâmica do processo evolutivo. E também aponta o desapego como fonte genuína de bondade.

Segundo a Teosofia, todos os seres estão submetidos ao “Ciclo de Necessidades”, tendo que reencarnar continuamente até que cheguem à maior perfeição possível. Nesse ponto fecham o ciclo de necessidades, tendo aprendido todas as lições que a matéria poderia lhes oferecer.

Conclui-se, portanto, que quanto menos evoluídos são os seres, mais necessidades têm. Nesse ponto de vista, no caso de um selvagem, sua aparente simplicidade – fruto de um corpo mental ainda pouco desenvolvido – deverá evoluir para a alta complexidade observada no civilizado, para depois de reduzir de novo à simplicidade, já na condição de homem sábio.

Quais as consequências de termos muitas necessidades? Uma delas, fatalmente, é termos muitas dependências. Consequentemente, também pouca liberdade. Por isso, só o homem sábio é realmente livre, não importa se esteja dentro de uma cela ou não.

Entre as dependências que temos, só para lembrar, estão as afetivas. “Se eu perder o amor dela (ou dele) eu morro” é expressão muito comum, hoje aparecendo até na fala de crianças, em precocidade às vezes estimulada pelos pais. Outra, aparentemente menos comprometedora, é “meus filhos são tudo para mim”. Aí, quando eles morrem, saem de casa ou contrariam suas expectativas, o tudo fica sendo só você, “como era no princípio”.

 

 

olhar-se-consciencia-evolucao-aprendizado-sabedoria-liberdade-autoconhecimento-nosso-blog-imagem.jpg

 

 

Relacionamentos afetivos são fundamentais. Por meio deles nos conhecemos (os “outros” são nosso espelhos) e aprendemos limites. Entretanto, eles ainda são apenas um dos meios de crescimento, havendo outros como relacionar-se com a própria dor (em busca de suas causas), com as ideias de um autor, com as obras maravilhosas da natureza ou, ainda, com a maior obra ao seu alcance – você mesmo. Até porque tudo está aí.

Da mesma maneira que se relacionar com o outro, relacionar-se consigo mesmo – olhar para si – é fundamental. Mas não apenas a face que vemos no espelho. Procurar também a face interna, aquela que teimamos em ocultar, esteja ela escondida na parte escura de nosso ser, o subconsciente, ou na parte brilhante – o supraconsciente, o Espírito.

Isso chama-se “autoobservar-se” e, junto com a meditação, é uma chave para se acelerar a consciência, desenvolver a bondade e diminuir os conflitos, os erros e a dor de cada dia, seja a nossa ou a do mundo, o que costuma acontecer ao mesmo tempo.

“E outra coisa não faço que andar por aí, convencendo a todos, jovens e velhos, a não cuidarem tanto do corpo e das riquezas e sim de melhorarem a alma o mais possível, alertando-os que não é das posses materiais que vem a virtude, mas é da virtude que vêm as posses e outros bens”. Palavras de Sócrates, segundo Platão, seu discípulo.

 

 

Fonte: Sophia, Editora Teosófica, Jul/Set 2006

 

 

Uma parada para respirar, observar, descobrir, com Marina Machado:

 

 

QUIETO UM POUCO

(Maurício Pereira / Dino Vicente)

 

Difícil notar
A idade que eu tenho
Quando eu tô vivendo
Difícil dizer
Se é saudade que eu tenho
Quando eu tô sentindo
Vai amanhecer vou por aí sozinho
É...
Difícil de crer
A certeza que eu tenho
Quando eu tô tentando
Difícil brecar
A alegria do vinho
Quando eu tô te vendo
Vai amanhecer vou por aí sozinho
É...
Eu vou caminhar

Vou subir um morro
Olhar pra a cidade
Ficar quieto um pouco
Difícil conter
Tanta coisa que eu tenho
Quando eu tou vazio

 


Voltar

ÚLTIMOS POSTS

28.09.2021
Os grandes instrutores religiosos são como médicos para as doenças do mundo. Superficialmente, a ...
Leia mais
14.09.2021
Este texto foi desenvolvido a partir de uma pesquisa médica intitulada A ciência descobre o verdadeiro ...
Leia mais
31.08.2021
Todas as idades, assim como todas as circunstâncias, têm suas compensações. Muitas pessoas ...
Leia mais
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
CompraZen
Meditação, yoga e bem-estar

CompraZen, seu companheiro de jornada

Formas de pagamento

Formas de pagamento

Redes sociais

Facebook Instagram Youtube

Atendimento

(11) 96706-4719

Buda
2017 - Todos os direitos reservados - Compra Zen www.comprazen.com.br - CNPJ 14.088.607/0001-80
Rua Francisco Vaz Coelho, 847 - Vila Lavínia - Mogi das Cruzes - SP - 08735-440 - Brasil
Preços, condições e promoções exclusivos para o site, podendo sofrer alterações sem prévia notificação.