CompraZen
Meditação, yoga e bem-estar
ESPIRITUALIDADE
22.12.2020
CompraZen
Esperanças para um novo ano
COMPARTILHAR

 

Ano Novo. Calendário cristão, calendário budista...tantos calendários com tantas datas e números. Qual o ano da Via Láctea? E o ano do planeta Terra? E o do Sistema Solar? E quem sabe quando foi o princípio? Houve um princípio?  Se tudo começa e termina, onde começou o tudo? Onde terminará? E o nada, já era ou acontecerá?

Ano de doze meses, alguns com mais um dia, outros sem ele. Calendário solar. Houve calendário lunar. Quantas luas? Quantos dias? Quantos sóis?

E se chover, se ficar nublado, se nada se puder ver? Ver o nada. Nada anda. Nada ando. Nadando.  Braçadas imensas que atravessam montanhas e abraçam países, penetrando nas entranhas da Terra. E se um dia o dia não amanhecer? Fez-se a noite. Teria a noite nascido no final do primeiro dia ou do sétimo? Ou a noite não nasce apenas anoitece? E se não mais anoitecesse? E se a Lua se perdesse no infinito? Iria a Terra atrás dela? Cairia Marte sobre nós?

Paz na Terra sem mais guerras. Internas batalhas do eu com o eu se tornam guerras entre irmãos.  Seria essa a sina, a missão, a própria artimanha da criação?

Quem é que respira, ofega, palpita? Quem percebe o pensamento se formando com um tormento? Quem se acalma e tranquiliza, relaxando tensões, encontrando razões de ser feliz em meio a tanto ir e vir de gente, emoções, aviões e pavões.

 

 

esperancas-para-um-novo-ano-fraternidade-paz-amor-uniao-igualdade-respeito-monja-coen-nosso-blog-imagem.jpg

 

 

Povos indígenas, rezem por nós. Povos africanos, orem por nós. Povos asiáticos, meditem por nós. Povos europeus, povos americanos, povos australianos e o Australopithecus erectus. Mantenham-se eretos. Povos sábios e povos insanos, dementes, tiranos. Povos bondosos e povos errantes. Povos sedentários, cuidando das terras, plantando, colhendo. Itinerantes com gado andante. Ciganos cantantes com honra, mantendo as tradições, os compromissos de sangue. O seu no meu. O meu no seu.

O nosso sangue que jorra irmanado nos rios, nas cachoeiras, nas praias e nas donzelas fagueiras é o mesmo sangue do nascimento e da morte de cada centelha de vida.

Há grupos que comemoram o Ano Novo em outras épocas, que também são novas, pois cada instante é renovação. Havia a tradição de comemorar o fim do inverno, a alegria dos primeiros botões de ameixeira branca, nos galhos cobertos de neve. A vida renascendo. Um novo ciclo recomeçando. Ano Novo.

Que seja feliz, que seja ameno, que seja estressante o suficiente para criarmos com entusiasmo mais produção, mais trabalho, mais arte, mais alimentos, mais compartilhar, mais carinho, mais de tudo que agora me parece bom e decente. Entretanto, será que meu canto não é reticente? Da ordem cósmica, o que é que eu entendo?

Que seja o melhor para o maior de seres. Que todos possam encontrar o caminho de casa. A casa que acolhe, que une, que nutre, que alegra e instiga a melhorar.

Crescendo, crescente lua minguante no sol do poente.

Amém. Axé. Shalom. Pax. Assim sendo, seja. Heiwa.

 

 

Fonte: Viva Zen, Monja Coen, Publifolha

 

 

Assista ao aplaudido curta Five:

 

 


Voltar

ÚLTIMOS POSTS

19.01.2021
Tudo o que você faça, deve ser feito em paz. Eis o melhor remédio para o seu corpo, sua mente e sua ...
Leia mais
05.01.2021
Depois de três anos de retiro no Tibete, um lama ocidental voltou para o seu país e penou para se ...
Leia mais
22.12.2020
Ano Novo. Calendário cristão, calendário budista...tantos calendários com tantas datas e ...
Leia mais
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
CompraZen
Meditação, yoga e bem-estar

CompraZen, seu companheiro de jornada

Formas de pagamento

Formas de pagamento

Redes sociais

Facebook Instagram Youtube

Atendimento

(11) 96706-4719

Buda
2017 - Todos os direitos reservados - Compra Zen www.comprazen.com.br - CNPJ 14.088.607/0001-80
Rua Francisco Vaz Coelho, 847 - Vila Lavínia - Mogi das Cruzes - SP - 08735-440 - Brasil
Preços, condições e promoções exclusivos para o site, podendo sofrer alterações sem prévia notificação.